“Há muito a ser curado” diz Biden pedindo união em discurso de posse 

Ao tomar posse nesta quarta-feira (20/1), o novo presidente dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden, fez um discurso em defesa da união dos americanos com o objetivo de superar as dificuldades que, na opinião dele, são as mais difíceis da história.

No discurso, ele apontou a pandemia de Covid-19, a xenofobia, o desemprego, e o ódio entre as pessoas como os principais desafios da nova gestão.

“Há muito a ser curado, reconstruído e restaurado. Poucas vezes em nossa história vivemos desafios maiores que esses”, lamentou Biden.

Após os episódios conturbados que antecederam a posse e o processo de eleição norte-americano, Biden enfatizou que a cerimônia marca que a democracia prevaleceu.

Ele ainda apontou como grande problema as notícias falsas como forma de ataque às instituições democráticas. “É preciso rejeitar a cultura onde fatos são manipulados e inventados. Temos que ser diferentes”, defendeu Biden.

Ao falar da pandemia, ele ressaltou que os Estados Unidos superaram em mortes o número de vidas perdidas na 2ª Guerra Mundial. “Precisamos encarar a pandemia como uma única nação”, pediu o presidente que, ao final, fez um minuto silêncio por todas as vidas vítimas da Covid-19.

Por: https://www.metropoles.