Boca do Acre decreta situação de emergência após aumento do fenômeno ‘terras caídas’ no AM

A cidade de Boca do Acre, interior do Amazonas, decretou situação de emergência em razão do agravamento do fenômeno “Terras Caídas”, que costuma ocorrer no período de seca dos rios. Segundo o Secretário de Defesa Civil, Jony Noronha, 16 famílias ficaram desabrigadas.

O problema afetou a área fluvial do bairro Praia do Gado. O local ficou sem abastecimento de água potável em razão do problema.

O desmoronamento de terras destruiu 16 casas e outras 24 estão em risco eminente. Ao todo, 118 imóveis no perímetro da erosão.

O “terras caídas” ocorre quando a água atua sobre as margens dos rios, causando erosão e abrindo extensas “cavernas subterrâneas”, até que uma ruptura provoque a queda do terreno, que é tragado pelas águas.

Boca do Acre ficou completamente inundada por conta das cheias dos rios Acre e Purus que banham a cidade. Cerca de 90% da cidade foi afetada com inundações.

__ __ __

Foto: Defesa Civil de Boca do Acre/Divulgação

Por G1 AM