Suspeito de matar e atear fogo no corpo de ex-companheira é preso

Manaus – Procurado por assassinar com 12 facadas a esposa e tentar queimar o corpo dela, Whilso de Carvalho Santana, de 38 anos, foi preso na tarde desta segunda-feira (3), no bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus. Informações preliminares apontam que, durante a prisão, ele tentou cometer suicídio perfurando o próprio pescoço.

As circunstâncias da prisão ainda não foram divulgados. O crime ocorreu no último sábado, quando Whilso matou a ex-companheira Veronica Sena dos Santos com 12 facadas no beco José Antunes, no bairro Morro da Liberdade, na Zona Sul. Vizinhos sentiram o cheiro de queimado e encontraram o corpo da vítima.

Após o crime, o caso tomou repercussão e a imagem dele circulou em redes sociais. Ainda nesta manhã (3), a Polícia Civil do Amazonas divulgou a imagem de Whilso como foragido da Justiça. Ele teve a prisão temporária decretada.

“Ele estava com uma navalha embaixo do corpo e uma faca cravada no pescoço. Haviam pelo sete cadeados na porta da casa, mas nós fomos preparados. Ele veio se esconder na Zona Norte. Era um sangue que a gente notou naquele momento e ele confessou que havia tentado se matar. É um caso típico de feminicídio, em que o relacionamento era abusivo marcado por briga, discussões, violência física e moral”, destacou a delegada Marília Campello, do Núcleo de Combate ao Feminicídio da DEHS.

O suspeito está recebendo atendimento no Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, na Zona Leste de Manaus. Após receber alta ele deve ser apresentado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Mais detalhes da ação policial ainda serão divulgados pela Polícia Civil.

__ __ __

Foto: Divulgação

Fonte: Em Tempo