Governo do AM libera parques infantis, amplia horário de shoppings aos domingos e autoriza retomada das aulas

O governo do Amazonas anunciou, nesta sexta-feira (14), a ampliação no horário de abertura de shoppings centers aos domingos, a autorização para abertura de parques infantis, além da retomada das aulas semipresenciais. As medidas são válidas por 15 dias.

De acordo com Wilson Lima, inicialmente, a retomada das aulas acontece de forma semipresencial, no interior do estado, já a partir do dia 19 de maio. As escolas vão obedecer os protocolos para evitar a contaminação por Covid-19.

O governador anunciou, ainda, que os professores da rede pública começam a ser vacinados contra a Covid-19 a partir de segunda-feira, dia 17 de maio.

A restrição de circulação de pessoas permanece de 0h às 6h, por mais 15 dias.

Veja os pontos principais do novo decreto:

Shoppings centers poderão funcionar das 9h às 22h, de segunda a sábado, e das 11h às 21h, aos domingos. As praças de alimentação desses centros de compras devem funcionar nos mesmos horários.

Parques e estabelecimentos de recreação infantil estão autorizados a funcionar, sendo vedado o uso de túneis, piscina de bolinha e outros brinquedos de uso coletivo.

Espaços públicos do estado estão sendo liberados para a visitação com agendamento prévio, como o Teatro Amazonas.

Restaurantes, bares que funcionam como restaurantes, lanchonetes e similares passarão a ter ampliação no horário de funcionamento aos domingos, das 7h às 22h. De segunda a sábado, podem operar entre 6h e 23h, com até 50% de sua capacidade de ocupação.

Brinquedotecas também podem funcionar, porém permanece vedado o uso de brinquedos coletivos.

Flutuantes com CNAE para funcionamento como restaurantes e marinas podem funcionar das 9h às 18h, sem música ao vivo e com 50% de ocupação;

Rede de atendimento

Segundo o secretário de Saúde, Marcelus Campêlo, a taxa de ocupação de leitos clínicos para tratamento de Covid-19 chega a 30% e de UTIs é de pouco mais de 50%.

O hospital Delphina Aziz passa a receber também pacientes com outras doenças, não ficando restrito somente para atender casos somente de Covid-19.

__ __ __

Foto: Rebeca Beatriz/G1 AM

Por G1 AM