Bolsonaro critica governo do Amazonas: “o governo estadual deixou acabar o oxigênio”

Manaus|AM- Nesta terça-feira, (12), durante uma entrevista o presidente Jair Bolsonaro criticou o Governo do Estado do Amazonas pela a falta de “tratamento precoce” contra a Covid-19.

Até esta segunda, mais de 216 mil pessoas foram infectadas no Amazonas, e mais de 5,7 mil morreram com a doença. Em Manaus, mais de 3,7 mil pessoas morreram com Covid.

Na manhã desta segunda-feira, (11), o Ministro da Saúde esteve em solo amazonense para apresentar o plano de vacinação e novas medidas de combate ao vírus na capital.

Com a crise e avanço da doença no amazonas o presidente Jair Bolsonaro criticou o Governo do Estado. “Mandamos ontem o nosso Ministro da Saúde para lá, estava um caos, a população não fazia o tratamento precoce e aumentou o índice de mortes por asfixia por falta de oxigênio, imagina você morrendo afogado?”, destaca o presidente.

A Prefeitura de Manaus já recebeu a ordem do Ministério da Saúde para a distribuíção de remédios como a cloroquina e ivermectina para tratar os pacientes da doença.

Está é segunda onda da doença no estado do amazonas, que alerta ‘fase roxa’, alto risco, superando a média diária de novos pacientes da doença em abril do ano anterior.

No último domingo, (10), O governador disse que as empresas fornecedoras de oxigênio para os hospitais de Manaus, já está sem estoque para a demanda exigida.

Fonte: https://portalcanallivre.com.br/