Em reunião, governadores articulam doses a mais de vacinas para o Amazonas

Na prática, com esse acordo, o estado pode receber agora 300 mil doses das 6 milhões previstas para os próximos dias

Governadores combinaram, na noite dessa quinta-feira, liberar 5% das próximas doses da CoronaVac e da primeira leva da AstraZeneca para o Amazonas. A informação é do G1.

É um aumento em relação ao que o estado recebeu esta semana. As primeiras doses da CoronaVac foram distribuídas de acordo com a população dos estados. O Amazonas recebeu 282 mil doses da vacina, o que corresponde a 4,7% das 6 milhões de doses.

Na prática, com esse acordo, o estado pode receber agora 300 mil doses das 6 milhões previstas para os próximos dias. Essa é a soma das primeiras doses da AstraZeneca (2 milhões), a caminho do país, e das doses prontas da CoronaVac (4 milhões), que dependem de liberação do Butantan nesta sexta-feira.

Ou seja, em um momento ainda de doses limitadas, o Amazonas receberia 18 mil doses a mais do que anteriormente. O restante das doses seria distribuído proporcionalmente, de acordo com a população de cada estado.

A proposta foi levada por Wellington Dias (Piauí), coordenador da Temática de Vacina no Fórum Nacional de Governadores, e bem-recebida pelos colegas.

No grupo em que foi discutido o assunto, não houve oposição. Wellington Dias disse que se tratava de uma “questão humanitária” diante da crise no Amazonas.

O governador Wilson Lima (Amazonas) agradeceu, disse que a situação é muito preocupante e que irá atingir outros estados.

Já Helder Barbalho, ao concordar com a proposta, pediu que algumas cidades do Pará também recebam mais doses. Ele reforçou que, na divisa do estado com o Amazonas, também sofre com o avanço da doença.

FONTE: G1