Cantor Zezinho Correa morre aos 69 anos vítima de Covid-19

Morreu, neste sábado (6), o cantor Zezinho Corrêa. Ele estava internado em um hospital particular de Manaus, após testar positivo para a Covid-19. O cantor ficou famoso nos anos 90 com o hit ‘Tic Tic Tac’, do grupo Carrapicho.

Com o agravamento da infecção ocasionada pela doença, o cantor chegou a ser intubado e também sofreu uma traqueostomia.

Zezinho Corrêa foi internado com Covid-19 no dia 5 de janeiro, após sentir febres e dores no corpo no dia anterior. Na unidade de saúde, ele recebeu medicação e fez fisioterapia pulmonar. No dia 7, foi transferido para um leito de UTI de um hospital particular de Manaus, para dar continuidade ao tratamento.

O cantor fez sucesso na Europa e Brasil nos anos 90, com o hit “Tic Tic Tac”. No dia 28 de dezembro, o cantor participou do lançamento do livro em homenagem à sua carreira. A solenidade ocorreu no Centro Cultural Palácio Rio Negro. Atualmente, ele trabalhava como assessor de projetos sociais no Sesc Amazonas.

Através das redes sociais, artistas e amigos do artista também lamentaram a perda, relembrando a figura importante que ele representou para o estado. 

“O mundo amanheceu mais triste, sem a voz, a alegria, o carisma e a simpatia de Zezinho Correa. Siga em paz no seu caminho de luz, meu amigo. Por aqui, você sempre será lembrado e amado”, homenageou o compositor Torrinho.

“Em decorrência de complicações da covid-19 Deus quis levar para a morada eterna e hoje ele nos deixou. Agradecemos imensamente o carinho, todas as orações e todo amor que vínhamos recebendo dos fãs, familiares, amigos e admiradores dele. O céu ganhou uma estrela que com sua luz brilhará para a eternidade. Obrigada por levar o nome do Amazonas para o mundo, obrigada por ser esse ser humano incrível em todos os sentidos, você já está fazendo muita falta na nossa família, daqui vamos continuar te amando sempre. Hoje a batida do tambor se calou”, diz a nota assinada pela Família Correa.