Prefeitura de Manaus inicia construção de pontes em áreas inundadas pelo rio

Nesta quinta-feira (8), a Prefeitura de Manaus, por meio da Casa Militar e Defesa Civil, iniciou a construção de aproximadamente 500 metros de ponte no bairro Mauazinho, Zona Leste de Manaus.

A ação é uma forma de prevenir os impactos causados pela subida do rio Negro, durante a cheia deste ano. Nesta quinta-feira a cota registrada do rio Negro foi de 27,70 metros.

Conforme o primeiro alerta de cheia emitido pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM), no dia 31 de março, há uma probabilidade de ser registrada em 2021, uma das cinco maiores cheias da capital, ultrapassando a cota de 29 metros do nível do rio Negro. Com isso, pelo menos 15 bairros e 5 mil famílias estão sendo monitoradas para receberem as ações da Prefeitura de Manaus.

“Aqui no Mauazinho, o nosso mapeamento aponta que aproximadamente 200 famílias podem ser afetadas pelo rio Negro, com a cota acima de 29 metros. Hoje, estamos com o nível acima de 27 metros e já podemos notar que o rio começa a se aproximar das casas. Logo, nós iremos iniciar os trabalhos no bairro São Jorge, que também apresenta os impactos neste primeiro momento”, enfatizou o secretário-executivo da Defesa Civil, coronel Fernando Júnior, por meio de assessoria.

Bairros

De acordo com o levantamento realizado pela Prefeitura de Manaus, na região urbana os bairros atingidos pela cheia de 2021 devem ser: Tarumã; Mauazinho; São Jorge; Educandos; Raiz; Betânia; Presidente Vargas; Colônia Antônio Aleixo; Aparecida; Centro; Santo Antônio; Cachoeirinha; Glória; Compensa e Puraquequara.

Na região rural ribeirinha, a Defesa Civil vai monitorar as comunidades Nova Canaã do Aruau; São Francisco do Aruau; Lindo Amanhecer; São Sebastião do Cuieiras; São Francisco do Chita; Bela Vista do Jaraqui; Nova Jerusalém do Minpidiau; São Sebastião do Tarumã-Mirim; Agrovilla; Cueiras do Tarumã-Açu; Nova Esperança do Apuau; Santa Isabel do Apuau; Nova Aliança do Apuau; União e Progresso; São Francisco do Tabocal; São Raimundo e o assentamento Nazaré.

__ __ __

Foto: Divulgação/Defesa Civil

Por G1 AM