Operação Ágata II prende dois colombianos entregando drogas no Amazonas avaliada em R$ 15 milhões

A prisão e a apreensão de mais de 800 kg de entorpecentes entre maconha do tipo skunk e cocaína foi realizada durante ação conjunta entre o Exército, Marinha e agentes da Operação Hórus

Dois traficantes colombianos foram presos em flagrante por fuzileiros navais e agentes da operação Hórus, em uma fazenda na cidade de La Pedreira – Colômbia, nas proximidades da cidade de Japurá (região de lago do Tabaco), no Amazonas. Com eles foram encontrados 857,2 kg de entorpecentes, sendo 703,4 kg de maconha do tipo skunk e 153,8 kg cocaína.

As prisões e apreensões fazem parte da Operação Ágata II que tem como finalidade combater crimes na região de fronteira do Amazonas.

No domingo (9), após receberem uma denúncia anônima de que traficantes da Colômbia estariam atuando no Amazonas, o Batalhão de Operações Especiais de Fuzileiros Navais (OpEsp) e agentes da Hórus conseguiram localizar uma fazenda que servia de base para o escoamento da droga para diversos destinos do estado amazonense. Eles chegaram ao local usando a lancha blindada da SSP e com o apoio de militares da COE/PMAM.

Ao chegar no local, dois colombianos, que não tiveram seus nomes não divulgados, foram presos. Um terceiro conseguiu escapar do cerco. Eles confirmaram que haviam trazido um carregamento da cidade de La Pedrera e que pretendiam ficar escondidos na fazenda até o Navio da Marinha sair do Rio Japurá.

Foi dado voz de prisão a (J.R.M e R.C.O) e conduzidos ao Navio Patrulha Fluvial Amapá da Marinha do Brasil para procedimentos legais.

Operação Agatá: fiscaliza atividades ilegais como extração ilegal de madeira, tráfico de drogas, biopirataria, dentre outras, são responsáveis pelo aumento da sensação de segurança na região.