PM atira no peito de empresário e foge próximo a viatura no Centro

Manaus – Com riqueza de detalhes, novos vídeos divulgados pela família do empresário Israel Ribeiro da Costa, de 39 anos, mostram os momentos que antecederam a execução cometida contra ele na noite de domingo (23). As imagens registradas por câmeras de segurança mostram o início de uma discussão entre a vítima e um policial identificado por familiares da vítima como Jefferson Maia que acabou terminando em tragédia. A vítima deixou três filhos e a esposa. O que intrigou familiares é o fato do suspeito ter fugido na presença de uma viatura policial.

O crime aconteceu por volta das 23h38, na rua Ferreira Pena, no bairro Centro, na Zona Sul de Manaus. Os vídeos mostram que a vítima e acusado estavam em uma mesa consumindo bebidas alcoólicas quando uma briga é iniciada e o policial parte para cima do empresário, que revida com uma garrafada. 

Uma mulher e outros homens atravessam a rua e tentam conter o policial que, com os ânimos alterados, consegue se soltar e se aproxima novamente de Israel, tentando desferir um soco. O empresário entra na residência e o policial entra dentro do carro. Testemunhas relatam que foi o momento em que ele se armou.

O policial sai pelo lado esquerdo e sobe na calçada. Nesse momento a imagem é cortada e o suspeito já aparece em um novo vídeo, no qual ele se aproxima e efetua chutes em um portão. Logo em seguida, é possível visualizar o momento em que ele efetua o disparo fatal que atingiu Israel no peito.

Segundos depois, mesmo baleado, Israel sai de dentro do local e vai para a via pública. Mesmo ferida, a vítima ainda consegue pedir ajuda e em segundos aparece uma viatura policial. No momento em que a viatura chega, o suspeito sai em fuga em um carro branco e a polícia vai embora.

Revolta

Nas redes sociais, familiares estavam revoltados por relatarem que mesmo ao verem Israel baleado, os policiais não teriam feito nada e deixaram o suspeito escapar. 

“A viatura parou do lado dele e não deu nem confiança para o Israel. É um acobertando o outro. Os policiais não fizeram nada, essa é a nossa revolta. Deixaram o cara ir embora fugindo”, relatou familiares da vítima em um vídeo com as imagens das câmeras de segurança.

,

Um amigo da família relatou ao EM TEMPO que os dois se conheciam e que o crime foi uma fatalidade. Segundo ele, a esposa da vítima está muito abalada psicologicamente. Em redes sociais, amigos da família se mostraram revoltados pela perda de Israel e publicaram fotos do policial com pedidos de Justiça.

Após o disparo, Israel ainda chegou a ser encaminhado ao Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, onde não resistiu aos ferimentos e morreu. O corpo dele foi levado à sede do Instituto Médico Legal (IML). 

Questionamentos

A reportagem questionou a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) sobre os procedimentos adotados em relação à denúncia contra o policial e sobre a atuação dos ocupantes da viatura da PM que passou no local após o crime. Em nota, a SSP-AM, informou que o caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

O órgão também ressaltou que a Corregedoria-Geral do Sistema de Segurança já está acompanhando o caso e entrou em contato com o familiar da vítima. O órgão aguarda a formalização da denúncia contra o policial e um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) será aberto. Em relação aos procedimentos adotados pela guarnição policial e se o suspeito do crime foi detido ou prestou esclarecimentos, não houve retorno da SSP-AM. 

Fonte: Em Tempo