Amigas de Manaus desaparecem após festa em SP e famílias pedem ajuda

São Paulo – Casos de desaparecimentos em Manaus deixam famílias na incerteza do que aconteceu com os parentes. Como medida, o Amazonas anunciou que criará o banco de DNA de familiares de pessoas desaparecidas afim de ajudar nas buscas. 

As jovens Julia Renata Garcia Rafael, de 25 anos, e Claudia Cristina Pinto Pereira, de 35 anos, ambas de Manaus, estão desaparecidas desde a madrugada da última quinta-feira dia (3), último feriado de Corpus Christi.

As jovens foram vistas pela última vez num baile funk no bar Paraíso na Laje, em Paraisópolis, zona sul de Guarulhos, São Paulo. As duas residem em Guarulhos, mas possuem família na capital manauara.

Júlia postou a localização da festa em que estava, e depois disse a amigas que iria para casa com “o dono do rolê”.

Amigas das jovens desaparecidas fizeram o boletim de ocorrência e familiares permanecem em Manaus aguardando respostas. A mãe de Júlia Renata, Elizabeth Maia, está em São Paulo e declarou que até agora, não há novidades sobre o caso.

Tudo o que sabemos até agora é o que já foi dito. Ninguém sabe nada delas desde o dia 3 de junho, após elas saírem da festa

Elizabeth Maia, mãe de Júlia Renata

A Polícia Civil investiga como as amigas chegaram até Paraisópolis e tentam refazer o caminho de Júlia até a festa, para encontrar possíveis indícios do desaparecimento das duas.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) afirmou que o caso foi encaminhado à Delegacia de Investigações de Pessoas Desaparecidas, da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Quem tiver qualquer informação sobre o paradeiro das jovens, pode entrar em contato com os números abaixo:

Fonte: Portal do Holanda