Ecko, chefe da maior milícia do Rio de Janeiro, morre após ser baleado

Wellington da Silva Braga, o Ecko, morreu após ser baleado durante a operação “Dia dos Namorados”, da Polícia Civil, que tinha como objetivo capturá-lo.

Ecko estava escondido em casa de parentes na Comunidade das Três Pontes, em Paciência, no Rio de Janeiro.

Segundo o G1, a polícia estava há 6 meses investigando o paradeiro de Ecko e as informações de inteligência apontaram como hoje a melhor data para capturá-lo.

De acordo com a publicação, a quadrilha de Ecko domina boa parte da zona oeste e regiões da Baixa Fluminense e se transformou no homem mais procurado pela polícia no Brasil após passar a comandar a milícia no lugar do irmão, o Carlinhos Três Pontes, morto em 2017 pela Polícia Civil.

Fonte: Portal do Holanda