Sujeira sem fim nos igarapés de Manaus: 2,5 mil toneladas de lixo em junho

Manaus – A quantidade de lixo retirada dos igarapés, córregos e orlas de Manaus em junho de 2022 chegou a 2.537 toneladas. Em comparação ao mesmo mês de 2021, houve um aumento de 151,19%, quando foram coletados 1.010 toneladas de resíduos. Os dados são da Semulsp (Secretaria Municipal de Limpeza Urbana).

Tabela com dados da secretaria mostra que de janeiro a junho deste ano foram recolhidas 6.766 toneladas de resíduos. No mesmo intervalo ano passado, o total foi de 5.974.

Segundo a Semulsp, no primeiro semestre de 2022, foram realizadas 633 ações de limpeza em mais de 50 igarapés, córregos, orlas e praias de Manaus.

Equipes de limpeza estiveram nos Igarapés da Cachoeirinha e do Quarenta nesta segunda-feira (11).

José Jackson Chaves, encarregado do pessoal da limpeza do Igarapé do Quarenta, no trecho entre o final da Avenida Manaus 2000 com a Avenida Silves, afirma que a coleta é diária. “Tira hoje, quando for amanhã já tem de novo”, relatou.

Lixo retirado do Igarapé do Quarenta em Manaus (Foto: Murilo Rodrigues)

De acordo com Chaves, o trabalho começa às 7h e vai até às 16h. No Igarapé do Quarenta, 24 funcionários fazem a coleta dos resíduos.

À reportagem, José Chaves chegou a informar que somente nos Igarapés da Cachoeirinha e do Quarenta eram coletados 80 toneladas de lixo por dia. Ao ATUAL, a Semulsp informou que o dado em questão não procede.
Ação humana

Embalagens de todo tipo, a maioria plástico, são a maior parte do lixo nos igarapés. Móveis e eletrodomésticos também são recolhidos pelos garis. O material é evidência do descarte irregular. A variedade de embalagens é resultado da ação humana. Isto é, seja pelo depósito por vontade própria no igarapé seja por lixo arrastado pela chuva, a poluição é efeito da falta de conscientização da população.

Francisco Nunes, encarregado do pessoal que recolheu lixo no Igarapé da Cachoeirinha, na Avenida Marquês da Silveira com a Silves, afirma que no local atuam entre 20 e 25 funcionários. Segundo Nunes, na última sexta-feira (8), os trabalhadores já haviam recolhido o lixo no local.

“É uma limpeza que a gente faz semanal aqui, uma ou duas vezes na semana, dependendo da chuva”, disse. “Se é pouca chuva, não desce tanto material. Se a chuva for forte, desce mais material e dá mais lixo”, complementou.

Limpeza no Igarapé da Cachoeirinha em Manaus (Foto: Murilo Rodrigues)

Coleta agendada

Para evitar que materiais de grande porte como sofás, camas e geladeiras sejam descartados irregularmente nos igarapés ou nas ruas, a Prefeitura de Manaus oferta o serviço de coleta agendada de grandes objetos.

O programa funciona por agendamento, realizado via aplicativo de mensagens ou ligação, pelo WhatsApp (92) 98415-9563 ou 98459-5618.

A população também pode contar com o serviço de coleta seletiva, coordenado pela Semulsp, que ocorre todos os dias. O cidadão pode separar os próprios resíduos recicláveis e levar até um dos 28 Pontos de Entrega Voluntária mantidos pela Prefeitura de Manaus, em parceria com associações e grupos de catadores, que estão espalhados em 28 locais diferentes da cidade, disponíveis no link AQUI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.